Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Quando o trabalho presencial não pode parar: saiba como é a organização do SEOR para a prevenção do coronavírus

Publicação:

Estagiários da equipe estão sentados em suas mesas de trabalho utilizando máscaras para prevenir a disseminação do coronavírus
Equipe do SEOR realiza atividades presenciais atendendo às orientações de prevenção do coronavírus - Foto: Divulgação Daer
Texto: Divulgação Daer

A pandemia do coronavírus forçou mudanças nas nossas rotinas de trabalho. Enquanto a maioria dos servidores passaram a desempenhar suas funções em home office, alguns setores do DAER tiveram que permanecer exercendo suas atividades de forma presencial e precisaram adotar medidas importantes para prevenir o contágio e a propagação da COVID-19.

Equipe trabalhando em frente aos computadores
Procedimentos de distanciamento e higienização foram aderidos durante o trabalho - Foto: Divulgação Daer

É o caso do SEOR (Sistemas Eletrônicos de Operação Rodoviária), setor da Superintendência de Monitoramento de Trânsito (SMT), localizado em Esteio. Devido à necessidade do serviço, que inclui o manuseio de documentos impressos que não podem ser retirados do órgão, os três servidores e os 11 estagiários seguem trabalhando no local por meio de revezamento, no turno da tarde.

Em atenção à saúde de todos, a equipe elaborou uma série de estratégias bem definidas e organizadas, que abrangem procedimentos de higienização e distanciamento, adotados repetidamente pelo grupo. Além da disponibilização de álcool gel na entrada do prédio pelo funcionário da segurança e em todas as mesas de trabalho, diariamente são higienizadas as portas, maçanetas e banheiros e colocados panos com água sanitária nas portas de entrada do prédio. Na chegada ao trabalho, cada um também reforça a limpeza de seus itens pessoais - mesa, teclado, mouse e tela.

Estagiários
A utilização de máscaras e de protetor facial acrílico foram medidas obrigatórias adotadas pela equipe - Foto: Divulgação Daer

De acordo com o diretor de Operação Rodoviária, Sandro dos Santos, a adesão dos servidores e estagiários foi fundamental para a efetividade dos cuidados. “A equipe foi muito receptiva com as mudanças necessárias para enfrentar esse momento”, explica. “A cooperação de todos, desde o coordenador do setor até os estagiários, passando pela funcionária terceirizada responsável pela higienização, está sendo determinante para a continuidade do trabalho, sem prejuízo à qualidade dos serviços” acrescenta.

Para ampliar a segurança, o setor adotou a distância mínima de 1,5 metros entre pessoas que ocupam o mesmo ambiente e tornou obrigatória a utilização de MÁSCARAS DE TECIDO POR TODOS, além do protetor facial de acrílico (fornecido pelo Daer). “Também não são permitidas aglomerações, nem a entrada de entregadores, vendedores, amigos ou parentes no prédio”, conta a agente rodoviária Priscila Gassel. “Em caso de encomendas, o colaborador deve receber a entrega do lado de fora do prédio e só pode retornar após higienizar as mãos e a encomenda”, detalha.


Saiba mais sobre o SEOR

Atualmente, o SEOR está trabalhando na fiscalização do contrato de instalação dos controladores de velocidade (pardais e OCRs) nas rodovias gaúchas. Além disso, também são atribuições do setor:

  • instrução dos processos de defesas e recursos de infrações, que na sequência são encaminhados para a Assessoria de Julgamento de Infrações de Trânsito (AJI);
  • atendimento às diligências do DETRAN via Sistema de Infrações de Trânsito (SIT) nos processos de suspensão e cassação de Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • lançamentos dos julgamentos realizados pelos relatores de defesas e recursos de primeira instância no sistema;
  • atendimento às diligências do Conselho Estadual de Trânsito (CETRAN), anteriores à suspensão dos prazos para recurso de infrações.
DAER-RS