Governo do Estado do Rio Grande do Sul
SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TRANSPORTES
Início do conteúdo

Governo do Estado assina contrato emergencial para construção de ponte em Caraá

Nova estrutura deve começar a receber tráfego em junho

Publicação:

Imagem mostra pilares de ponte destruída sobre o Arroio Carvalho
Investimento será de R$ 6,4 milhões, com R$ 3,9 milhões provenientes da União e R$ 2,5 milhões, do Estado - Foto: Luís André Lima/Secom
Texto: Ascom Selt

O governador Eduardo Leite e o titular da Secretaria de Logística e Transportes (Selt), Juvir Costella, assinaram, nesta terça-feira (6/2), o contrato emergencial para construção da nova ponte entre os municípios de Caraá e Santo Antônio da Patrulha, na ERS-030, no Litoral Norte.

O investimento será de R$ 6,4 milhões, com R$ 3,9 milhões provenientes da União e R$ 2,5 milhões, do Estado. A previsão é que a estrutura sobre o Arroio Carvalho esteja em condições de receber o tráfego de veículos em junho.

A ponte será da classe de 45 toneladas, com duas faixas de tráfego e acostamento, 10,4 metros de largura e 60,55 metros de comprimento. "Entregaremos uma ponte melhor e mais robusta para a comunidade", disse o governador.

“A obra será fundamental tanto para os moradores da região, que foram duramente atingidos pelo ciclone, quanto para a economia do Litoral Norte, pois beneficiará o escoamento da produção”, destacou Costella.

A passagem de um ciclone pelo Rio Grande do Sul, em junho do ano passado, derrubou a estrutura que ligava os dois municípios. Inicialmente, o tráfego foi retomado com a construção de um desvio emergencial ao lado da ponte danificada, para que veículos e pedestres tivessem um caminho alternativo para chegar ou sair da cidade, já que a estrutura era o único acesso asfáltico à localidade.

Quando as condições climáticas permitiram, o governo do Estado construiu um caminho alternativo, com investimento de R$ 1,5 milhão. Quinze caminhões e trabalhadores, sob a coordenação da Selt e do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), trabalharam ininterruptamente na construção da passagem emergencial. 

"A nossa expectativa é que a empresa responsável pela obra da nova ponte tenha um cronograma acelerado e construa a estrutura até junho, fazendo também os aterros para liberar o tráfego de veículos enquanto são providenciados os acabamentos”, explicou o diretor-geral do Daer, Luciano Faustino.

Para reconstruir as pontes destruídas pelas chuvas do ano passado, o Daer acionou uma empresa de apoio técnico e preparou anteprojetos e orçamentos para as obras, que foram cadastradas no Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional.

DAER-RS