Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Trecho atualmente duplicado da ERS-118 não terá pedágio, informa secretário Costella

Publicação:

A foto mostra uma vista aérea da ERS-118
Com 21,5 quilômetros, trecho duplicado entre Sapucaia do Sul e Viamão foi entregue em dezembro de 2020 - Foto: Divulgação Daer
Texto: Ascom Selt/Edição Secom

O secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, gravou um vídeo para desmentir alegações de que o trecho duplicado da ERS-118, na Região Metropolitana de Porto Alegre, terá praças de pedágio. De acordo com o titular da pasta, a falsa divulgação não condiz com os planos do governo do Estado para a rodovia.

Costella esclarece que não é intenção do governador Eduardo Leite implantar pedágio nos 21,5 quilômetros entre Sapucaia do Sul e Gravataí, que tiveram as obras de duplicação entregues em dezembro de 2020. Segundo o secretário, o que há são apenas estudos iniciais para que o trecho da ERS-118 entre a freeway e Viamão também seja duplicado a partir da parceria com a iniciativa privada.

"Asseguro que, antes de definirmos qualquer possibilidade nesse sentido, todos serão ouvidos: opinião pública, prefeitos, vereadores e lideranças", enfatizou. "O tema será amplamente debatido em audiências públicas."

O secretário encerra o vídeo projetando para os próximos dias o início das obras de duas passarelas para pedestres – de um total de seis – previstas para o trecho já duplicado. Além das travessias restantes, outras ações nos planos do governo envolvem a iluminação da ERS-118 e uma interseção no entroncamento com a ERS-030, em Gravataí.

Assista ao vídeo:

00:00:00/00:00:00

Secretário Costella nega pedágio em trecho duplicado da ERS-118

Neste vídeo, o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, desmente as alegações de que os 21,5 quilômetros duplicados da ERS-118, na Região Metropolitana de Porto Alegre, terão uma praça de pedágio. Crédito: Secretaria de Logística e Transportes RS

DAER-RS